O jovem foi executado após comemorar a morte de seu rival.

Imagem: Rede social

Ivan foi acusad de participar da execução do primo de Nathan, Pedro Leonardo.


O Departamento de Homicídios e Proteção Individual (DHPP) está investigando a morte de Natanael de Sousa Oliveira, conhecido como Natana, que foi executado com 12 tiros na área de Dirceu II, zona sudeste de Teresina. O crime aconteceu após a vítima comemorar a morte de um inimigo apontado como autor do assassinato de seu primo em março deste ano.

O inimigo foi identificado como Francisco Ivan Júnior, que morreu em conflito com a polícia após assassinar um sargento da pm na Avenida dos Ipês. Ivan foi acusado de participar da execução do primo de Nathan, Pedro Leonardo.

"O Natanel tinha vínculos estreitos com o mundo do crime. Um indivíduo que era muito ligado a ele foi morto. Um  dos autores desse crime tinha sido o Francisco Ivan. O que a gente sabe é que com a morte do Ivan houve uma vibração do Natanel comemorando a morte.

Estamos trabalhando para verificar se essa comemoração é de fato o que fez a motivação dos indivíduos irem lá e descarregarem as duas armas nele", diz o delegado Bruno Ursulino, do DHPP. 

Natan tinha, pelo menos, quatro antecedentes criminais por roubos e outros crimes. Dos 12 tiros, a maioria foram na região do rosto, tórax e braço. 
"A dinâmica é que duas motos se aproximaram, cada moto com dois passageiros que desceram e efetuaram vários disparos.

A vítima tentou se evadir, correndo do local, só que foi seguido e executado ainda no local", acrescenta o delegado.

Natan saiu do presídio em março deste ano e teria ligação com criminosos faccionados. 

Categoria:Piauí

Deixe seu Comentário