Justiça decreta prisão do ex-vereador Gabriel Monteiro, acusado de estupro.

(crédito: CMRJ/Reprodução)

A prisão preventiva é resultado de um julgamento secreto no qual o ex-policial militar teria forçado uma mulher a fazer sexo com ele.

O ex-vereador Gabriel Monteiro foi preso nesta segunda-feira, 7 de novembro, após ter prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). O despacho de Rudi Baldi Loewenkron, juiz da 3ª Vara Criminal do Rio, também confiscou os celulares e as armas em poder de Monteiro, ex-vereador acusado de estupro.

 (Foto: Redes Sociais/Reprodução)

Foto: Redes Sociais/Reprodução

O incidente teria ocorrido em 15 de julho deste ano na zona sul do Rio. A vítima afirma na denúncia que conheceu o ex-vereador em uma boate na Barra da Tijuca e de lá foram para a casa de um amigo do  ex-policial militar no bairro do Joá.
No local, Monteiro teria forçado a vítima a fazer sexo sob a mira de uma arma. Segundo a mulher, o ex-vereador teria  a agredido e afirma que sofreu agressão no quarto.

Segundo a vítima, o acusado a empurrou na cama, segurou suas mãos e lhe deu um soco no rosto. O TJRJ confirmou a expedição do mandado de prisão preventiva, mas não deu mais detalhes porque o caso é sigiloso.

Categoria:Nacionais

Deixe seu Comentário