Goleiro Bruno é condenado a indenizar filho com Eliza Samudio em R$ 650 mil

Goleiro Bruno
Foto: Reprodução/Instagram/@oficialbrunogoleiro
Fonte

O menino processou o pai pela morte da mãe e será indenizado por danos morais

No julgamento, que o Terra teve acesso, é explicado que esse valor é dividido em duas partes.

O goleiro Bruno Fernandes Souza, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio e que vive em regime semiaberto desde 2019, terá que a indenizar seu filho com a ex-companheira em R$ 650 mil a pedido da Justiça do Mato Grosso do Sul.

No julgamento, que o Terra teve acesso, é explicado que esse valor é dividido em duas partes. Cerca de R$ 150 mil são referentes a danos materiais, enquanto R$ 500 mil são por danos morais. Até o pagamento ser efetivado, o valor seguirá sendo corrigido com juros de 1% ao mês.

Como o filho de Bruno é menor de idade, quem o representou na causa foi sua avó Sonia Moura, com quem vive.
A decisão foi registrada nesta quinta-feira, 27, na 6ª Vara Cível, assinada pelo Juiz Dani Luis Dalla Riva. De acordo com o histórico que o Terra teve acesso, o processo teve início em outubro de 2014.

Bruno fora da prisão

Bruno foi condenado, em 2013, a 22 anos e três meses de prisão por assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudi, sua ex-companheira. A sentença também envolveu acusação de sequestro e cárcere privado do filho do casal pelo goleiro.

Já em 2017, a pena do jogador foi reduzida em 18 meses pela Justiça. Até que, em julho 2019, Bruno conseguiu passar para o regime semiaberto, com progressão de pena. Após todos os ocorridos, o goleiro seguiu buscando se recolocar no futebol profissional.

Categoria:Famosos

Deixe seu Comentário