Agência Brasil
Petrobras reajustou gasolina e diesel em 5,18% e 14,25%, respectivamente

Mesmo sem sair da refinaria, a gasolina e o diesel  são injetados nas bombas já reajustados imediatamente.


Na última quinta-feira (16), a Petrobras anunciou que a gasolina e o diesel ficarão mais caros. No dia seguinte, aumentarão 5,18 e 14,25% nas refinarias, respectivamente, o que afetará toda a cadeia até o consumidor. No entanto, ao saber da notícia, mesmo sem receber o combustível ajustado, alguns postos alteraram o preço imediatamente na bomba.


Consumidores relataram o aumento instantâneo entre sexta e sábado. E representantes de postos de combustíveis, sob condição de anonimato, confirmaram ao Globo que já preparavam a atualização dos valores para o fim de semana.


O médico Danilo Domingues compartilhou em sua rede social a situação na cidade onde mora, em João Pessoa, na Paraíba. Ele passou por um posto de gasolina com fila na noite quinta-feira e abasteceu ao valor de R$ 6,99 o litro. Na sexta-feira, o combustível já custava R$ 7,59.
Com o novo valor a gasolina na refinaria passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro e o diesel de R$ 4,91 para R$ 5,61.


Além da inflação dos alimentos, os combustíveis têm sido um dos maiores custos para a população. Isso reflete diretamente ao abastecer o veículo, por exemplo, como também indiretamente a exemplo do frete que incide nas mercadorias. Em 12 meses, a gasolina acumula alta de 28,73% e o diesel 52,27%, segundo IPCA, índice oficial da inflação, calculado pelo IBGE.


Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o dono de uma rede de supermercados viu a oportunidade nos dois calos dos brasileiros: inflação dos alimentos e combustível.


O advogado e empresário Marcos Chmiel contou, também em suas redes sociais, que ao procurar um posto antes do aumento, viu a promoção desta esta rede, cuja proposta é reduzir em R$ 0,30 o valor do litro para fosse abastecer após realizar uma compra de mercado.


"A promoção desse posto em específico é sensacional. Comprando qualquer valor em um dos mercados indicados e apresentando a nota fiscal, o litro da gasolina comum cai de R$ 6,89 para R$ 6,59", relata.

Deixe seu Comentário