© Reprodução, Instagram/ @lexa



Fonte: Purepeople


Lexa se pronunciou após ter sido acusada de não prestar ajuda e demitir uma funcionária após a mesma ter sido agredida na mansão da cantora. 


Lexa acabou envolvida em uma confusão daquelas. Nesta quinta-feira (13), uma ex-funcionária da cantora disparou uma série de acusações contra a artista. Através de sua assessoria de imprensa, a Rainha de Bateria da Unidos da Tijuca se defendeu e contou sua versão dos fatos.


Durante o quadro "A Hora da Venenosa", do "Balanço Geral SP", Fabíola Reipert contou uma confusão que aconteceu na mansão de Lexa e MC Guimê. Segundo a jornalista, a diarista do imóvel, identificada como Ana Paula, se envolveu em uma briga com outra funcionária e acabou demitida por justa causa pela cantora.


A discussão entre as funcionárias teria começado após a diarista limpar a mansão e a cozinheira, chamada Ludmila, soltar os cachorros de Lexa e Guimê pela casa.


Ana Paula reclamou com Ludmila e começou a confusão. "A Ana disse que a cozinheira [Ludmila] puxou seu cabelo, a enforcou, rolou agressão física. A diarista ficou desesperada e foi lá bater na porta do quarto do Guimê e da Lexa para pedir ajuda", narrou Fabíola.


A ex-funcionária conta que não recebeu ajuda dos cantores e foi demitida por justa causa. Além disso, Ana Paula alega que trabalhou com os cantores por um ano, mas que o tempo não consta em sua carteira de trabalho. Quem também foi acusada de não cumprir direitos trabalhistas a uma funcionária foi Deolane Bezerra.


LEXA SE DEFENDE DAS ACUSAÇÕES DE EX-FUNCIONÁRIA

Ex-funcionária de Lexa teria sido agredida na mansão da cantora

© Reprodução, Instagram/ @lexa

Lexa costuma publicar alguns momentos da vida pessoal nas redes sociais. Porém, desta vez, a cantora preferiu enviar um comunicado oficial explicando o ocorrido através de sua assessoria de imprensa. Segundo a artista, a funcionária pediu para ser demitida.


"Ela esclarece que foi acordada com socos na porta do seu quarto, correu para abrir a porta e se deparou com suas funcionárias se agredindo. Lexa pediu para que parassem de se agredir e, ao socorrer ambas, uma delas pediu para ser demitida", explica o comunicado.


Na nota, Lexa, que recentemente se pronunciou sobre sua suposta participação no "BBB", também explica que garantiu os direitos trabalhistas da funcionária.


"Além disso, aproveita a oportunidade para informar que toda documentação foi devidamente assinada e registrada digitalmente. Todos os pagamentos previstos pela lei foram efetuados e não há quaisquer pendência financeira trabalhista em aberto. Ambas brigaram dentro de casa e isso é inadmissível. Respeito é fundamental", finaliza a nota .

Deixe seu Comentário