Criminosos se passam por servidores da Justiça para aplicar golpes no DF


Fonte: Correio Braziliense



Golpistas dizem que vítima ganhou causa e pedem dinheiro para pagar as supostas custas do processo



O “golpe do falso processo” é a mais nova estratégia dos criminosos para enganar servidores e aposentados. A 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília emitiu um comunicado oficial sobre a prática do estelionato. A iniciativa foi por causa de relatos de funcionários sobre o recebimento de ligações de pessoas desconfiadas e de vítimas. Os golpistas afirmavam que elas tinham dinheiro a receber de ações previdenciárias.
O alvo dos criminosos é a população idosa. O golpe funciona da seguinte forma: o suspeito entra em contato por telefone, fingindo ser um servidor da Justiça Federal ou advogado. Em seguida, diz que a pessoa tem uma causa ganha, com indenização a receber, e que o valor está disponível.
No entanto, o estelionatário diz que, para que o valor seja pago, o beneficiário precisa transferir uma determinada quantia, por meio de boleto ou transferência. Esse valor seria para uma suposta quitação das custas do processo e honorários. A Justiça Federal esclareceu que esse tipo de procedimento não é realizado nesses casos.
A 12ª Vara Federal orientou as pessoas que receberem esse tipo de ligação a também consultarem periodicamente o processo e entrarem em contato com os cartórios, varas ou quaisquer unidades judiciárias que sejam citadas durante em uma ligação telefônica.
Não caia em golpes
• Não compartilhe fotos do cartão de crédito/débito;
• Não passe senhas por telefone;
• Não entregue documentos e cartões para desconhecidos;
• Desconfie de solicitações de senha por telefone ou e-mail;
• Não repasse nenhuma quantia que seja solicitada por meio de ligações suspeitas;
• Não entregue seus cartões, mesmo que inutilizados;
• Tenha cuidado ao se desfazer dos cartões. Para inutilizar, sempre destrua o chip e a tarja;
• Ao perceber que foi vítima de alguma armadilha, procure a polícia imediatamente.

Deixe seu Comentário