Que jogo! Flamengo empata aos 49 do segundo tempo e não deixa o Inter se isolar na liderança.

(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Fonte Lance:

Direto pela liderança do Campeonato Brasileiro, duelo foi válido pela 18ª rodada, no Beira-Rio; Everton Ribeiro marcou o gol de empate no apagar das luzes.

Tudo igual. Em gols e pontuação... E não faltou emoção em Porto Alegre. No empolgante jogo de "seis pontos" no Beira-Rio, neste domingo, Internacional e Flamengo empataram em 2 a 2, em duelo direto pela liderança e válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Everton Ribeiro marcou já no apagar das luzes, igualando o marcador. Antes, Abel Hernández e Thiago Galhardo, contando com erros individuais dos rivais, e Pedro foram os outros marcadores.
Inter e Flamengo somam um ponto e, agora, estão com os mesmos 35, com os gaúchos à frente ainda pelo quesito saldo de gols. Ou seja, a briga pelo Troféu Osmar Santos - entregue pelo LANCE! ao vencedor do primeiro turno - está mais aberta do que nunca. 


INÍCIO FULMINANTE.


Os principais holofotes da rodada estavam apontados para o Beira-Rio. E o início do jogo entregou a intensidade e emoção que se esperavam. À base da pressão alta, o Internacional chegou três vezes à meta de Hugo em cinco minutos. Abel Hernández perdeu a primeira chance, Heitor parou no goleiro na segunda e, na terceira, o Colorado forçou um erro crasso de Isla na saída de bola. Patrick roubou a bola já na área e rolou para o uruguaio só escorar: 1 a 0.
A voltagem, desta vez, também aumentou para o lado dos visitantes. A reação foi imediata, mais precisamente no primeiro arremate do Fla. Em escapada veloz, Pedro viu um latifúndio livre para conduzir, com a bola, e o colocou no canto, após finalizar de fora. Tudo igual, com apenas dez minutos de peleja.


HALLOWEEN ANTECIPADO: OUTRO DOCE.


Na gíria do futebol, a expressão "dar doce" simboliza um erro forçado. E, não bastasse a entregada de Isla minutos antes, o Flamengo, com Gustavo Henrique, recuou a bola no peito de Thiago Galhardo, após pressão na saída. A opção em evitar a bola longa custou caro: o artilheiro do Brasileirão, travesso, não perdoou e deixou o Inter novamente à frente do placar.
Com doces e travessuras em poucos minutos, vimos um Halloween antecipado em Porto Alegre. Terror para os rubro-negros, que foram para o intervalo na reclamação com a arbitragem, de dois possíveis pênaltis não marcados, e sem inspiração na conexão meio-ataque. A verticalização do Inter causava mais perigo - Galhardo chegou a ampliar, mas o VAR confirmou impedimento.


CHANCES LÁ, CHANCE CÁ...


Para o segundo tempo, Dome tirou Gerson da ponta esquerda, para onde foi Vitinho, e o utilizou como articulador no meio. O Flamengo passou a ter uma posse mais efetiva, circulando a bola. Mas veio do Inter a primeira boa chance da etapa final. Marcos Guilherme acertou a trave, da entrada da área.
Logo depois, Pedro e Filipe Luís estiveram muito perto de marcar. Em blitz, o lateral-esquerdo chegou a acertar o travessão, após bola rebatida. No lance seguinte, Patrick entrou na diagonal, invadiu a área, mas bateu para fora.


RETA FINAL (TAMBÉM) NO 220V.


Para a reta final, em vantagem, Coudet optou por descer as linhas, armar um ferrolho e esperar o time de Dome - que teve cerca de 70% de posse e contava com as ótimas atuações de Gerson e Pedro, sobretudo, para criar. 


TUDO IGUAL NO FIM.


O clima era mesmo de decisão. Tanto em campo quanto fora. Muita discussão, provocações, técnicos se desentendendo... A voltagem se manteve no 220v até os minutos derradeiros, com o Fla espremendo até diminuir o prejuízo. E deu certo. Everton Ribeiro marcou de cabeça, após cruzamento de Gerson, deixando tudo igual, no apagar dos luzes... Ufa. Emoção até o fim. E que jogo!


O QUE VEM PELA FRENTE NO BRASILEIRO.


Os próximos compromissos de Internacional e Flamengo serão contra Corinthians e São Paulo, respectivamente. Os gaúchos jogam no sábado (31), fora, enquanto os cariocas entrarão em campo já ciente do resultado dos rivais diretos, pois só atuarão no domingo (1), em casa.


FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO - 18ª RODADA.


Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 25 de outubro de 2020, às 18h15
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Rodrigo Lindoso, Danilo Fernandes, Marcelo Lomba, Thiago Galhardo, Rodrigo Moledo (INT) / Thiago Maia, Vitinho, Gustavo Henrique, Natan, Willian Arão (FLA)
Cartões vermelhos: -
GOLS: Abel Hernández, 6'/1ºT (1-0) , Pedro, 10'/1ºT (1-1), Thiago Galhardo, 24'/1ºT (2-1) e Everton Ribeiro, 49'/2ºT (2-2)


INTERNACIONAL (Técnico: Eduardo Coudet)
Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Zé Gabriel e Uendel (Moisés, 37'/2ºT); Rodrigo Lindoso (Musto, 37'/2ºT), Marcos Guilherme (Rodrigo Dourado, 23'/2ºT), Edenílson e Patrick; Thiago Galhardo (William Pottker, 33'/2ºT) e Abel Hernández (D'Alessandro, 23'/2ºT).


FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)
Hugo Souza; Isla, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís; Willian Arão (Lincoln, 42'/2ºT), Gerson, Thiago Maia, Everton Ribeiro e Vitinho (Michael, 42'/2ºT); Pedro (Léo Pereira, 52'/2ºT).

Noticias sugeridas
Mgid

Categoria:TV e Cinema

Deixe seu Comentário