Após sair perdendo, Grêmio consegue a virada e afunda o Athletico-PR no Z4.

(Foto: Divulgação/Athletico)

Fonte Lance:

Com mais um tropeço, Furacão segue na luta para deixar última posições; bom resultado fora de casa coloca equipe gaúcha na briga por vaga na Liberadores.

Precisando de um bom resultado para deixar a zona de rebaixamento no Brasileirão, a equipe do Athletico-PR acabou conhecendo mais um revés na competição na noite deste domingo (25). Mesmo conseguindo tirar o zero do placar, o Rubro-negro acabou permitindo que o Grêmio virasse o marcador e conquistasse a vitória, na Arena da Baixada, em Curitiba.
Com o placar de 2 a 1, o Tricolor chegou aos 24 pontos, pulando para a 9ª colocação. Já o Furacão, com mais um tropeço, acabou caindo para a 18ª posição, estacionando com seus 16 pontos.


ATHLETICO-PR CRIA MAIS CHANCES NOS PRIMEIROS MINUTOS.


Jogando sob seus domínios a equipe do Athletico-PR sabia da necessidade de não ceder espaços ao time do Grêmio. Com isso, a equipe local criou mais chances de gols nos primeiros 15 minutos, como nas chances de Thiago Heleno e Renato Kayzer, levando perigo ao goleiro Paulo Victor, que, por sua vez, nada pode fazer nos lances.


GRÊMIO TENTA MELHORAS, MAS SEGUIA SEM CRIATIVIDADE​.


Ainda que tenha aproveitado uma falha da defesa do Furacão, como na chegada de Isaque que mandou a bola na trave, mesmo que o lance não tenha sido válido por conta de um impedimento, a equipe de Renato pouco conseguia assustar Santos. Por outro lado, o time da casa não desistia também e tentava encontrar espaços na defesa rival, porém sem sucesso já que o Tricolor não cedia. Sendo assim, o Athletico era obrigado a recuar a bola para seu campo de defesa, isso até meados dos 30 minutos.


ISAQUE PERDE CHANCE INCRÍVEL E CARLOS EDUARDO ABRE O PLACAR.


Já na reta final da primeira etapa, o Grêmio, por muito pouco, acabou perdendo a chance de tirar o zero do marcador. Após boa tabela entre Luiz Fernando e Orejuela, o meia cruzou para Isaque, sem marcação, bater por cima do gol, lamentando o ocorrido.
Passado o susto, o Athletico não desanimou e, no minuto seguinte, aos 43, Carlos Eduardo conseguiu marcar. Após bonita jogada individual ao dominar nas costas de Orejuela, o atacante driblou Rodrigues e mandou um lindo chute no ângulo, sem chances para Paulo Victor. 1 a 0.


GRÊMIO EMPATA NO COMEÇO DO SEGUNDO TEMPO.


Voltando para a etapa final com Pepê no lugar de Everton, Renato não queria saber de ficar na desvantagem. Mesmo com uma primeira tentativa por parte do Furacão com Kayzer, o camisa 79 acabou batendo na rede pelo lado de fora.
Na sequência, o Tricolor foi pra cima e, aos 10 minutos encontrou seu tento, mesmo que contra. Após escanteio, Lucas Silva passou para Luiz Fernando que acabou cruzando forte, fazendo com que Thiago Heleno jogasse contra o próprio gol. 1 a 1.

MUDANÇAS DE AMBOS OS LADOS.


Com a igualdade no placar, os treinadores optaram por algumas modificações em seus times. Por parte dos donos da casa, que estavam sob o comando de Bernardo Franco, já que Autuori cumpre suspensão, as trocas foram visando tanto o sistema ofensivo, quanto o defensivo, como as entradas de Jorginho e Fabinho nos lugares de Lucho González e Carlos Eduardo, respectivamente, além de Richard e Lucas Halter, após as saídas de Wellington e Pedro Henrique, também respectivamente.
Já pelo lado do Imortal, Portaluppi visou melhorar seu poder de ataque apenas. Primeiramente Luiz Fernando deixou seu lugar para a entrada de Ferreira e, minutos mais tarde, Lucas Silva foi escolhido para deixar o campo para que Diogo Barbosa entrasse.


TRICOLOR VIRA O PLACAR NA RETA FINAL DO JOGO.


Com o tempo correndo, os times sabiam que teriam poucos minutos para buscarem o gol, quem sabe da vitória. E quem conseguiu o feito foram os visitantes. Aos 40 minutos, após cobrança de tiro de falta de Paulo Victor, invadiu a área para dar um toque e tirar do goleiro Santos. 2 a 1.
Até os acréscimos, a equipe do Athletico pouco conseguiu criar, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no duelo.


FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 1x2 GRÊMIO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data e hora: 25/10/2020 - 18h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP) e Daniel Paulo Ziolli (CBF-SP)
VAR: Márcio Henrique de Gois (CBF-SP)
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: Abner Vinícius, Christian e Nikão (CAP)/ Everton (GRE)
Gols: Carlos Eduardo (aos 43'/1ºT) (CAP)/ Thiago Heleno (contra, aos 10'/2ºT) (GRE) e Ferreira (aos 40'/2ºT)


ATHLETICO-PR:
Santos; Erick; Pedro Henrique (Lucas Halter, aos 32'/2ºT); Thiago Heleno e Abner; Wellington (Richard, aos 32'/2ºT), Christian, Lucho González (Jorginho, aos 21'/2ºT); Nikão, Carlos Eduardo (Fabinho, aos 21'/2ºT) e Renato Kayzer (Walter, aos 40'/2ºT). Técnico: Bernardo Franco.


GRÊMIO: Paulo Victor; Orejuela, Rodrigues, David Brazil e Bruno Cortéz; Lucas Silva (Diogo Barbosa, aos 37'/2ºT), Thaciano e Darlan; Everton (Pepê, no intervalo), Luiz Fernando (Ferreira, aos 27'/2ºT) e Isaque (Ruan, aos 44'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

Categoria:TV e Cinema

Deixe seu Comentário